Não faça feio nas redes sociais!

Hoje a grande maioria das pessoas tem acesso à internet e participam de alguma rede social, são verdadeiros ambientes de interação que envolvem gente de todo lugar e de tudo quanto é tipo, eu sou aficcionada e de tempo em tempo corro pra o meu iPhone pra dar aquela checada em tudo! 

using-smartphone

Mas claro, como qualquer ambiente social, as redes possuem a sua própria etiqueta e manual de boas práticas, pesquisando achei essa listinha incrível da Revista Glamour passando algumas dicas de como não passar por maus bocados nos seus perfis da internet! Dá uma olhada:

Na vida pessoal
Evite alardear micos, ainda mais os que não te pertencem
Muy amiga a pessoa que “tagueia” o colega em pose constrangedora sem a permissão dele, não? Se você fizer muita questão mesmo de compartilhar a foto queima-filme da turma bebendo todas na praia, por favor, faça-o criando um grupo de acesso fechado no Facebook.
Não provoque o bocejo alheio!
A gente entende quão irresistível é publicar cada suspiro do seu pet “cuti-cuti-delicinha-da-mamãe”. Mas tanta “cuti–cutice” entedia seus pobres followers. “Quem tem um só eixo na vida tende a reproduzir esse padrão na web. A pessoa fica desinteressante”, afirma a psicóloga gaúcha Iara Camaratta.

girls-on-their-phone

Seja feliz – mas seja mesmo
Bem melhor que esbravejar contra o mundo 24 horas por dia é dividir suas vitórias com gente querida. Só cuide para não se tornar “tagarela”: vamos fechar em uma instagramada por alegria vivida?

Na carreira
Pega na mentira!
Facebook e afins encurtaram ainda mais as pernas da mentira… Inventar uma desculpa para faltar ao trabalho e instagramar aquele almoço regado a vinho? Má ideia. E tuitar como se não houvesse amanhã no meio do expediente? Alô, seu tempo ocioso está sendo registrado!

De dia é Maria, de noite é João?
“Você tem direito a compartilhar fotos suas em momentos descontraídos, mas fuja dos closes de decote e da clássica imagem com a bebida nas mãos”, salienta Ana Luiza Mano, psicóloga do Núcleo de Pesquisa de Psicologia em Informática da PUC-SP. Sim, dá para instagramar com dignidade dentro e fora do trabalho.

Poste eventos e feitos profissionais:

Jamile Dupont, representante da empresa de coaching americana Dale Carnegie no Brasil, jura que isso ajuda você a cair no radar de outras empresas. “Encare a rede como um portfólio a ser analisado pelo seu futuro chefe.”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Translate »